Gênero, sexo, amor e dinheiro: movilidades transnacionais envolvendo o Brasil

Gênero, sexo, amor e dinheiro: movilidades transnacionais envolvendo o Brasil

arton685-79682Piscitelli, Adriana; Assis, Gláucia de Oliveira y Nieto Olivar, Gláucia de Oliveira (Org.).

Sao Paulo, UNICAMP, 2011.

Introdução: transitando através de fronteiras (Adriana Piscitelli, Gláucia de OliveiraAssis e José Miguel Nieto Olivar) – Padrinhos gringos: turismo sexual, parentesco queer e as famílias do futuro (Gregory Mitchell)- “Fariseus” e “gringos bons”: masculinidade e turismo sexual em Copacabana (Thaddeus Gregory Blanchette) – “Cosmopolitismo tropical”: uma análise preliminar do turismo sexual internacional em São Paulo (Ana Paula da Silva)- Turismo, sexo e romance: caça-gringas da Praia da Pipa-RN (Tiago Cantalice) – “Amores perros” – sexo, paixão e dinheiro na relação entrees panhóis e travestis brasileiras no mercado transnacional do sexo (Larissa Pelúcio) – Juízo e Sorte: enredando maridos e clientes nas narrativas sobre o projeto migratório das travestis brasileiras para aItália (Flavia do Bonsucesso Teixeira) – Imagens em trânsito: narrativas de uma travesti brasileira (Gilson Goulart Carrijo) – Entre dois lugares: as experiências afetivas de mulheres imigrantes brasileiras nos Estados Unidos (Gláucia de Oliveira Assis) -Cosmopolitismo, desejo eafetos: sobre mulheres brasileiras e seus amigos transnacionais (Suzana Maia)- Que “brasileiras/os” Portugal produz? Representações sobre gênero, amor e sexo (Paula Chistofoletti Togni) – Imigração e retorno na perspectiva de gênero (Sueli Siqueira) – Mercado erótico: notas conceituais e etnográficas (Maria Filomena Gregori) – Mobilidade e prostituição emprodutos da mídia brasileira (Iara Beleli e José Miguel Nieto Olivar) – Amor, apego e interesse: trocas sexuais, econômicas e afetivas em cenários transnacionais (Adriana Piscitelli).



Contenidos relacionados

Baby baby

País: Francia Autor: AIDES Año: 2005 Recursos: Spot Descripción: En este video se ve a la protagonista desde niña, enmarcada dentro de los roles...

Publicado

¿Te gustó este artículo? Déjanos tus comentarios.